Democracia: Abstenção nas eleições preocupa deputado

No Espírito Santo, 674 mil eleitores não compareceram às urnas, apontam dados do TSE

A “festa da democracia” ocorrida nesse domingo (15) foi o principal tema dos pronunciamentos dos parlamentares durante a sessão ordinária híbrida desta segunda-feira (16).  De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no Espírito Santo, mais de 674 mil eleitores não compareceram às urnas, o que representa 24,02% do eleitorado capixaba – a sexta maior abstenção do país.

Para o deputado Sergio Majeski (PSB), parte da abstenção pode não ter sido apenas devido à pandemia, mas sim porque as pessoas estão desanimadas com a política, com os partidos e com os políticos. “Me preocupa o resultado das eleições porque, somando os que faltaram com os votos brancos e nulos, são muitos os que se eximiram de participar do processo”, avaliou.

De acordo com dados apresentados pelo parlamentar, 64 mil eleitores de Vitória não foram votar; somando os brancos e nulos, são 80 mil. “Em Vila Velha, pior ainda, 79 mil não foram, com mais 32 mil brancos e nulos, somam-se 110 mil eleitores que não participaram de alguma forma do pleito, enquanto na Serra foram 114 mil, pois 86 mil eleitores não compareceram e 28 mil votaram branco ou nulo”, observou.

Majeski considerou que o desinteresse dos eleitores pelo processo eleitoral enfraquece a democracia. “Depois não deveríamos reclamar que a Câmara de Vereadores ficou muito ruim ou que o prefeito não é o melhor, porque esses votos que não foram dados poderiam fazer diferença”, comentou. Segundo o deputado, esse tipo de protesto não melhora a democracia. “Precisamos participar cada vez mais, cobrarmos sempre e entendermos melhor como funcionam o sistema e a política brasileira, para que as mudanças aconteçam, mesmo que lentamente. A transformação está nas nossas mãos”, apontou.

 

Por Luciana Wernersbach/Ales

Foto: Ellen Campanharo/Ales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *