DHPP Serra prende suspeito de envolvimento em três crimes contra vida no município

Um suspeito de 22 anos, considerado de alta periculosidade, foi detido durante uma operação da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) Serra, realizada no dia 13 de novembro bairro Central Carapina, na Serra. O suspeito já é réu nas ações penais dos processos dos crimes.

O suspeito tinha três mandados de prisão preventiva relacionados a uma dupla tentativa de homicídio e um homicídio, que ocorreram respectivamente em setembro e novembro de 2019, ambos no bairro Jardim Carapina. E também por um homicídio, no bairro Central Carapina, em fevereiro de 2020.

De acordo com o delegado titular da DHPP Serra, Rodrigo Sandi Mori, o suspeito liderava os ataques e, em um dos crimes, chegou a coordenar toda a parte operacional do delito. “O suspeito possui um conceito dentro das duas gangues, devido à sua disposição para atirar na linha de frente dos ataques que participou”, disse.

O delegado destacou que a prisão respeitou o art. 236 do Código Eleitoral “É importante ressaltar que foi verificado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o homem preso não possui título eleitoral, portanto a prisão pode ser realizada em cumprimento de mandado”, explicou.

O suspeito não ofereceu resistência à prisão e, após os trabalhos de praxe, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana, onde permanece à disposição da Justiça.

Os crimes

Os dois primeiros crimes foram registrados no bairro Jardim Carapina. O primeiro aconteceu no dia 09 de setembro de 2019, uma dupla tentativa de homicídio, cuja vítima foi um homem de 18 anos e uma criança de 12 anos foi atingida por um tiro de raspão.

“A empreitada criminosa desses indivíduos foi praticada de maneira tão irresponsável que até uma menina de 12 anos que se encontrava em rua próxima com a mãe foi atingida por um disparo de raspão na perna”, disse o delegado titular da DHPP Serra, Rodrigo Sandi Mori.

Dois meses depois, no dia 17 de novembro, um homem de 23 anos foi assassinado com mais de 30 tiros na região de mangue do bairro. A vítima atuava no tráfico de drogas e foi assassinado pelos próprios aliados.

Em Central Carapina, no dia 17 de fevereiro deste ano, foi morto um homem de 21 anos. “A motivação dos crimes contra vida nos quais o detido participou está relacionada à disputa de poder do tráfico de drogas nos bairros Jardim Carapina e Central Carapina”, declarou o delegado.

Texto: Olga Samara

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna:

Camila Ferreira  – Olga Samara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *