Empresa do ramo de nutrição animal anuncia investimento de R$ 30 milhões no Estado

O governador do Estado, Renato Casagrande, se reuniu, na manhã desta quarta-feira (18), com o diretor-presidente do Grupo Alinutri-Nutrição Animal, Laert Malini, e o gerente administrativo do grupo, Pablo Malini. Na ocasião, a empresa anunciou investimento em ampliação e inovação tecnológica do seu complexo industrial da ordem de R$ 30 milhões no Espírito Santo até 2022. O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, também participou da reunião, no Gabinete do Governador, no Palácio Anchieta.



A Alinutri, localizada em Viana, está presente no mercado há 46 anos, é uma das maiores indústrias do município e maior empregadora da região. A empresa possui uma fábrica, um centro de distribuição e fazenda de testes, em Guarapari, além de um centro de pesquisa, em Domingos Martins. A estimativa é de que sejam criadas 374 vagas de emprego a partir das ações planejadas pela empresa.

Entre os investimentos previstos estão a instalação de duas novas plantas de extrusão; instalação de duas novas plantas de peletização; implantação da primeira planta de processamento de suplementos pastosos; modernização das plantas de produção de suplementos minerais; ampliação do centro de distribuição; ampliação da frota e construção de um centro de recepção e armazenamento de grãos.

Casagrande lembrou a importância do bom ambiente de negócios no Espírito Santo. “Uma empresa capixaba com 46 anos de existência e que nos orgulha muito. Produz alimentos para animais, que são comercializados em todo o Brasil. Com os investimentos, passará dos atuais 700 colaboradores para mais de mil até 2022. Esse mercado de nutrição animal tem crescido muito e é muito bom ter uma empresa desse porte ancorada no Estado. Como governante, queremos ter empresas investindo e gerando receitas para que possamos investir mais em saúde, educação e segurança. Temos um bom ambiente de negócios que geram oportunidades”, afirmou.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, parabenizou a empresa pela iniciativa que será muito importante para o município de Viana e toda a região. Ele lembrou que a empresa é contemplada pelo Programa de Incentivo ao Investimento no Estado do Espírito Santo (Invest-ES), que contribui para a expansão, modernização e diversificação dos setores produtivos do Espírito Santo.

“A Secretaria de Desenvolvimento está aberta a todas as empresas capixabas que tenham interesse em investir, expandir negócio e ampliar suas atividades no Estado e trabalhamos frequentemente na captação de novos investimentos para que possamos criar novas oportunidades para todos os capixabas. O Grupo Alinutri possui incentivo fiscal por meio do programa Invest-ES e mantemos diálogo constante para conhecer quais são suas dificuldades, desafios e pensar junto de que forma é possível solucionar entraves”, pontuou Kneip.

O diretor administrativo do Grupo, Pablo Malini, explicou que os investimentos apresentados visam não só ao aumento de produção e também diversificação das atividades. “Hoje temos o maior nicho de produtos e além de aumentar, vamos diversificar, principalmente, com melhoria tecnológica. Seremos a primeira empresa capixaba em alguns segmentos como a de nutrição clínica para cães e gatos; alimentos específicos para fases e também a suplementação para cães e gatos e outros animais. Os investimentos passam por esta linha”, explicou.

“Nossa ideia não é migrar para outro estado e sim, permanecer. Até 2022 vamos cumprir nosso planejamento, vamos investir. Nossa proposta não é ser a maior empresa, mas sim a melhor empresa de ração animal do Brasil”, acrescentou o diretor presidente do grupo, Laert Malini.

Invest-ES

O Programa de Incentivo ao Investimento no Estado do Espírito Santo (Invest-ES) tem por objetivo contribuir para a expansão, modernização e diversificação dos setores produtivos do Espírito Santo, estimulando a realização de investimentos, a implantação e a utilização de armazéns e infraestruturas logísticas existentes; renovação tecnológica das estruturas produtivas; otimização da atividade de importação de mercadorias e bens; e o aumento da competitividade estadual, com ênfase na geração de emprego e renda e na redução das desigualdades sociais e regionais.

Requisitos

Empresas que venham a realizar projeto econômico considerado de interesse para o desenvolvimento socioeconômico do Estado, conforme condições estabelecidas na Lei nº 10.550 de 01 de julho de 2016, e Resolução INVEST-ES nº 1.066/2016.

Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto

Assessoria de Comunicação da Sedes/Ipem
Andreia Foeger / Gabriela Galvão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *